Logo We Love Beer
Curiosidades
Consumo Responsável: A importância de estar bem alimentado

Consumo Responsável: A importância de estar bem alimentado

Hoje o papo é sobre a importância de se alimentar adequadamente durante o consumo de bebida alcoólica. Para ajudar a entendermos melhor o assunto, convidamos a nutricionista Raissa Antunes, professora adjunta do curso de nutrição da Universidade Paulista,.

A gastronomia e cerveja estão andando cada vez mais juntas. Exemplo disso, são as inúmeras harmonizações possíveis de se fazer com cerveja . No entanto, além de harmonizar os alimentos com os estilos corretos de cerveja, devemos pensar também se estamos bem alimentados antes de levantar o copo para o brinde. “A quantidade de álcool disponibilizada na corrente sanguínea será bem maior em jejum. Por isso, se não estiver bem alimentado, os efeitos indesejáveis do álcool poderão acontecer mais rápido, mesmo que a quantidade ingerida seja baixa”, explica a nutricionista Raissa Antunes. “Uma refeição completa com todos os grupos alimentares, como por exemplo, arroz, feijão, carne e salada, será importante para retardar a velocidade que o álcool é absorvido”, destaca.

Nossa bebida predileta também é rica em nutrientes. Na Alemanha, por exemplo, a cerveja é considerada um alimento e aparece também como opção para o café da manhã. Geralmente são as do estilo Weiss e com baixo teor alcoólico. “A cerveja é composta por água, carboidratos, álcool, algumas vitaminas e minerais e também polifenóis - composto também presente no vinho e em certos alimentos”, pontua Raissa.

Esses polifenóis citados pela nutricionista nada mais são do que substâncias antioxidantes e podem ser muito boas para o bom funcionamento do nosso organismo, em geral, mas principalmente para o nosso coração. “Há evidências interessantes a respeito do consumo moderado de bebidas alcoólicas (sobretudo cerveja) e proteção contra doenças cardiovasculares. No entanto, ainda não se sabe ao certo se esses efeitos benéficos se devem à presença dos polifenóis ou ao próprio álcool”, afirma.

Apesar de ser comprovado que a cerveja é aliada à saúde do coração, é preciso ter cautela, consumindo a bebida moderadamente e estar bem alimentado. “Estudos mostram que a cerveja possui propriedades benéficas e protetoras contra doenças cardiovasculares. Mas atenção, esses efeitos são nulos se o consumo for exagerado”, alerta a profissional que também destacou as doses consideradas moderadas por dia. “Giram em torno de 12 gramas de álcool para mulher e 24 para os homens, portanto dependerá do teor alcoólico da cerveja”*, finaliza.

*Fontes: Harvard e CDC - Centers for Disease Control and Prevention

Compartilhe