Logo We Love Beer
Beer Bloguers
Nômades digitais: casal usa a tecnologia para viajar o mundo sem deixar de trabalhar

Nômades digitais: casal usa a tecnologia para viajar o mundo sem deixar de trabalhar

O ser humano é curioso. Faz parte da sua natureza querer desbravar e conhecer os quatro cantos do mundo - talvez um resquício do passado nômade. No entanto, se antigamente o maior problema para realizar esse sonho era o medo do desconhecido, hoje a preocupação é outra: o emprego.

É necessário trabalhar, sem dúvida. No entanto, apesar do modelo assalariado oferecer certa segurança e estabilidade, ele pode prender as pessoas a um local e uma rotina. E para uma parcela da população com esse “espírito livre” mais aflorado, isso é motivo de muita frustração.

É o caso da ex-professora de inglês Jaqueline Barbosa e do ex-publicitário Eme Viegas, casal que hoje tem uma bem sucedida trajetória na internet com os blogs Casal Sem Vergonha, Hypeness e Nômades Digitais. “Quando começamos a namorar estávamos muito frustrados com as nossas carreiras. Tínhamos trabalhos legais, salários bacanas, mas sentíamos que faltava algo”, diz Jaqueline.

O que faltava era a liberdade. E eles decidiram viajar o mundo, mas sem deixar de trabalhar. Como? Usando a tecnologia a favor deles. Assim nasceu o embrião do blog Nômades Digitais, que defende esse modelo de trabalho remoto. Confira uma entrevista na qual o casal conta como conseguiu essa façanha.

Como surgiu a ideia de largar tudo rodar o mundo atrás de experiências novas?

Lembro exatamente do dia em que o Eme me disse: “Eu tenho um amigo que tem um blog e trabalha viajando. Leva o trabalho no seu laptop”. Nesse dia um novo universo se abriu pra mim. Nessa época, seis anos atrás, nem conhecíamos o termo “nômades digitais”, mas sabíamos que era esse estilo de vida que queríamos ter.

E como começaram a se organizar para isso?

A partir daí criamos a nossa empresa. E de modo que ela funcionasse remotamente. Assim nasceu o Hypeness, o Casal Sem Vergonha e depois o Nômades Digitais. Hoje os sites somam 12 milhões de leitores por mês e temos 20 colaboradores no time, sendo que cada um trabalha de um lugar do mundo.

O que é ser um nômade digital?

Ao contrário do que pensam, ser um nômade digital não implica diretamente em ficar pulando de lugar em lugar para sempre estar viajando. Até porque essa ideia é fantasiosa e não duraria muito tempo na prática. O nomadismo digital é um estilo de trabalho que te permite estar onde você gostaria de estar.

E como são os períodos em que estão em cada cidade?

Chegamos a ficar dois anos em uma agrovila em Ilhabela. A ideia era passar dois meses lá, mas gostamos tanto que fomos ficando, ficando… Depois, quando sentimos vontade de sair, fomos para a Europa. Passamos 12 meses viajando por 12 cidades e agora estamos em Florianópolis (Santa Catarina). Vamos ficar aqui pelo tempo que sentirmos vontade. Essa é a grande sacada do nomadismo digital. Porque se tentarmos impor uma obrigação de viajar o tempo todo, o que era liberdade passa a ser uma nova prisão, e essa não é a ideia.

Quais são os prós e os contras de adotarem esse novo estilo de vida?

Dentre os prós contam a flexibilidade de horário, conhecer o lifestyle das cidades mais profundamente, não precisar esperar para curtir a vida só na sua aposentadoria e morar nas cidades de sua preferência sem precisar ficar procurando emprego. E fazemos isso hoje ganhando mais dinheiro do que quando estávamos no escritório. Inclusive, muita gente nos escreve dizendo que gostaria de morar fora do Brasil, mas que não gostaria de trabalhar num “subemprego” ou fazendo bicos. E o nomadismo permite que a pessoa continue na sua área de atuação. Já os contras são mais simples: conexão de internet fraca, saudade da família e dos amigos.

O que fazem quando bate essa saudade?

Pela internet mantemos contato com eles praticamente todos os dias. E volta e meia voltamos para São Paulo para algum trabalho. Daí sempre ficamos com eles e matamos a saudade. Se pudéssemos levaríamos todos juntos conosco, mas cada um tem a sua vida. Precisamos respeitar isso assim como eles nos respeitam.

E o que pode mudar na relação com a família?

As relações familiares até se fortaleceram porque quando estamos juntos realmente fazemos de tudo pra estarmos presentes de verdade sem que a nossa mente esteja em outro lugar. E como isso não acontece mais conosco, valorizamos cada oportunidade de estarmos perto das pessoas que amamos.

Quando visitam uma nova cidade, vocês consideram no roteiro visita a bares e restaurantes?

Sim! Faz parte! Geralmente procuramos os lugares através de aplicativos de indicação como Yelp ou Foursquare. Chegamos a uma cidade nova e procuramos avaliações de bares legais - geralmente aqueles que têm bastante feedback positivo são bons mesmo.

Nas andanças de vocês, encontram Heineken® com facilidade? Vocês se lembram de algum grande momento em que a cerveja esteve lá?

Adoramos a Heineken®! Sempre que encontramos, pedimos. Ela está presente em todos os lugares por onde já passamos. Tivemos um picnic com amigos na Museumplein, em Amsterdam! Adoramos essa cidade e a cerveja sempre acompanha, é claro. Ainda mais sendo na sua terra natal.

E qual o local mais inusitado onde vocês degustaram uma Heineken?

Antes de descer na Tirolesa da Heineken no ultimo Rock in Rio!

Compartilhe